segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Jesus e as redes sociais


O tempo se passou desde o nascimento de Jesus. Há 2011 anos atrás nascia um bebê que iria mudar a história da humanidade... Ele cresceu e influenciou pessoas com seu jeito simples e amoroso. Fez discípulos e os instruiu como mestre dedicado que sempre foi. Minimizou defeitos, potencializou virtudes, extraiu o melhor de todos por onde andava. Depois de três anos de ministério ele morreu, ressuscitou e Suas palavras continuam acessas nos corações de seu rebanho.

 Em pleno século XXI somos abençoados pela tecnologia da internet. Talvez isso não “caia” bem aos ouvidos com tanta porcaria que hoje a internet possui, mas eu acredito que não é a ferramenta que faz o bom pedreiro, e sim o contrário. Tudo pode ser ruim, depende de quem vai usar e de como vai usar.

Acredito que o ORKUT, FACEBOOK e o TWITTER são as maiores ferramentas no campo das REDES SOCIAS. Utilizo moderadamente dentre essa algumas para falar com amigos e dividir coisas interressantes. Entretanto, tenho percebido o “ingênuo” uso indevido, o que me deixa estupefato com muitas coisas que vejo. Vejamos algumas:

1 – Usam as redes sociais como único canal de comunicação, tornado o contato físico desnecessário. Porque algo que tem por finalidade aproximar pessoas acaba afastando as mesmas?

2 – Usam as redes sociais de forma exagerada, tornando-as um vício cibernético onde a cura é clicar no “X”.

3 – Usam as redes sociais para disseminar anseios reprimidos através de frases e comunidades. Acabou que o FACE e o ORKUT viraram o divã onde se pode falar tudo sem ser questionado.

4 – Usam as redes sociais para serem “vitrine de vaidade” em um mundo onde apenas a aparência que conta.

5 – Usam as redes sociais para publicar coisas fúteis e sem valor a todo o momento. Não há limites, contanto que esteja na moda!

Diante dessa duras verdades que exponho, faço uma pergunta a todos nós, inclusive a minha pessoa. O QUE JESUS FARIA SE TIVESSE FACEBOOK, TWITTER E ORKUT? O que Ele colocaria em seu mural no FACEBOOK? Quem ele iria seguiria no TWITTER? Em qual comunidade entraria no ORKUT? Quais fotos tipo de fotos Ele iria postar? Que tipo de mensagem Ele iria dizer?

As respostas para estas perguntas estão implícitas no discurso de Paulo ao filipenses: “Por último, meus irmãos, encham a mente de vocês com tudo o que é bom e merece elogios, isto é, tudo o que é verdadeiro, digno, correto, puro, agradável e decente.” Fl 4:8

Tenho tido esta palavra de denúncia em meus lábios há algum tempo e não pude mais resistir em silenciar. Começando por mim, peço a Deus que nos dê sabedoria em nossa procedência para com a utilização das redes sociais. Sem fazer merchandising, comecei por divulgar esse texto a fim de trazer introspecção em todos nós.

Graça e paz

Rodrigo Barboza de Aquino
08/08/2011

Um comentário:

Ciência e religião ao alcance de todos disse...

Olá, Rodrigo.

Já sabia que você tinha um blog, mas nunca tinha tido curiosidade de procurar, até o último sábado. Estou seguindo, aproveito para pedir que siga o meu (embora o conteúdo dele seja um pouco mais específico): http://respostasaoateismo.blogspot.com/

Sobre o seu texto, eu fiquei pensando quando você levantou o assunto em debate na Célula, mas não falei nada. Não sei não, mas acho que se Jesus vivesse nos tempos de hoje Ele não teria redes sociais, pelos seguintes motivos:

1. Ele não teria tempo pra isso. Muitas coisas que temos nesse muito hoje acabam servindo às vezes só pra nos distrair do que realmente devemos fazer.

2. Jesus dava mais valor às conversas pessoais e profundas, coisa que é impossível no contato através da internet.

3. Muitas vezes, pessoas usam artificios como redes sociais ou sites próprios para divulgar seu trabalho ou aumentar a sua popularidade. Jesus nunca fez propaganda de si próprio. Ele era muito discreto, e diversas vezes pediu às pessoas que curou para que não contassem a ninguém quem os tinham curado. Foram outras pessoas que fizeram a popularidade de Jesus. Por isso penso que seria assim: Jesus estaria sempre nas ruas, em contato com as pessoas, mas iria ser famosíssimo na internet porque muitas pessoas iriam escrever sobre Ele.

Para concluir, quero ressaltar que não acho que seja errado participar de redes sociais (eu mesmo paricipo de várias), como eu já disse, Jesus não participaria não porque é errado, mas porque o ministério dEle não lhe daria tempo para isso. Da mesma forma que Jesus também nunca se casou... mas ninguém por aí vai sair dizendo que casar é errado... eu acredito que sobre qualquer coisa, temos que buscar o conselho do Espírito Santo e ter convicção em tudo que fazemos. E, é claro, o mais importante: seja o que for que iremos fazer, façamos tudo para a glória do Senhor! (1 Co 10.31)

Abraços, Paz de Cristo.